Caminhões, Caminhões

Em respeito aos motoristas, Martelli renova frota com 171 Volvo FH 540

01/10/2019

O Grupo Martelli, um dos maiores transportadores de grãos do Brasil, incorporou à sua frota 171 FH 540 6x4, o caminhão mais vendido do Brasil e da América Latina em todas as classes. “Nós compramos o caminhão que o motorista gosta de trabalhar e hoje a preferência é Volvo. Eles querem o FH”, diz Genir Martelli, sócio-proprietário da empresa.

Segundo Martelli, a opção pelo FH é uma estratégia de manutenção do quadro e contratação de motoristas. “O FH tem potência elevada, o conforto é excelente e o motorista gosta de conduzir um caminhão imponente. A Volvo tem o melhor caminhão do Brasil. Essa é a verdade”, assegura. O negócio contou com a participação da Volvo Financial Services, que financiou a maior parte do lote de veículos.

Os novos FH são para renovação de uma frota de 1.045 caminhões, 60% deles Volvo. O grupo, com sede em Jaciara, no Mato Grosso, faz o transporte de soja, milho e fertilizantes para grandes empresas como Bunge, ADM, Cofco e Cargill.

São duas rotas que partem do centro-norte e região norte do Mato Grosso.  A primeira vai até o terminal ferroviário de Rondonópolis e tem 650 quilômetros. A segunda, ao norte até o Porto de Miritituba, no município de Itaituba, no Pará. Uma viagem de 1.200 quilômetros pelas condições severas da BR 163. O terminal no Pará é o ponto de partida da hidrovia do rio Tapajós até os portos de Santarém e Barcarena e de lá para os principais mercados do mundo. Cada caminhão da Martelli roda em média 10 mil km por mês em configuração bitrem e rodotrem com capacidade de 48 a 50 toneladas de carga líquida.

Perfil do agronegócio

O grupo Martelli está em um dos segmentos mais representativos da economia nacional. O agronegócio brasileiro representa mais de 20% do PIB do país. O Ministério da Agricultura estima que a safra 2019 terá valor bruto de R$ 564 bilhões. O Brasil é o terceiro maior exportador de produtos agrícolas do mundo, atrás apenas da União Europeia e dos Estados Unidos. É o setor que mais colabora para o saldo positivo da balança comercial brasileira. Em 2018, a diferença entre exportações e importações somou US$ 58,65 bilhões. Mais de 15 milhões de pessoas estão ocupadas em alguma atividade agropecuária e, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o setor responde por cerca de 35% de todos os empregos gerados no país.

O setor graneleiro

A safra de grãos deve atingir 234,1 milhões de toneladas este ano, a segunda maior da história. Os cinco principais estados produtores são Mato Grosso, Paraná, Rio Grande do Sul, Goiás e Mato Grosso do Sul. Juntos, projetam para este ano 177 milhões de toneladas, ou 75% da safra total. O Brasil é o primeiro produtor mundial de café, açúcar e suco de laranja, o segundo de soja e o terceiro de milho. 

Parceria

A Martelli tem uma longa tradição de parceria com a Volvo. Empresa familiar, começou em Medianeira, no Paraná, com o pai e irmãos. Nos anos 80 migrou para o Mato Grosso. O grupo existe desde 1987, mas já em 1985 adquiriu seu primeiro Volvo. E desde então segue fiel à marca. Tem 1,3 mil funcionários e transporta por mês cerca de 300 mil toneladas de grãos e 35 mil de fertilizantes.

Líder de mercado

O Volvo FH 540 6x4 foi o caminhão mais vendido do Brasil e da América Latina no ano passado. E repete o desempenho em 2019. “Até agosto, segundo dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), o FH 540 6x4 lidera o mercado com 4.490 emplacamentos”, afirma Clóvis Lopes, gerente comercial de caminhões da Volvo. O modelo da Volvo está mais de 1.000 unidades à frente do segundo colocado.

Mais informações

Marco Greiffo
Assessor de Imprensa – Grupo Volvo América Latina
Tel: +55 41 3317-7830 / 41 3317- 8736
E-Mail: marco.greiffo@volvo.com

Newton Chagas
Assessor de Imprensa
Outlook - Comunicação & Estratégia
Tel.: +55 41 3317 8296 - E-mail: newton.chagas@outlook.com