Caminhões, FM, FMX, VM, Caminhões

Grupo Volvo investe na automação e na conectividade do transporte comercial

31/05/2017

Volvo Trucks

Caminhão autônomo para coleta de lixo

Wilson Lirmann

Presidente do Grupo Volvo América Latina.

Um dos maiores fabricantes mundiais de caminhões, ônibus e equipamentos de construção, o Grupo Volvo quer estar também entre as empresas líderes em direção autônoma. Para a Volvo, a automação e a conectividade vão redefinir o transporte comercial global e mudarão este setor como ele é conhecido hoje.

“A automação vai nos levar a um cenário de mais produtividade, segurança, eficiência energética e menos impacto ambiental no setor de transporte”, afirma Wilson Lirmann, presidente do Grupo Volvo América Latina. Segundo ele, estes são benefícios reais para os transportadores de maneira mais específica e também para a sociedade como um todo.

O Grupo Volvo está dando passos largos nesta área. Na semana passada, a empresa mostrou em Londres, na Inglaterra, o teste que está fazendo com o primeiro caminhão autônomo de coleta de lixo para ambiente urbano, junto com a Renova, companhia de resíduos e reciclagem. Sensores monitoram continuamente a região ao redor do veículo e fazem com que o caminhão pare imediatamente, caso um obstáculo apareça repentinamente em seu caminho. Os motoristas e os garis podem se concentrar na coleta de lixo e não precisam entrar ou sair do caminhão a cada vez que o veículo vai de uma lixeira para outra.

Com o protótipo, a Volvo comprova como a automação contribui para melhorar a segurança no trânsito, reduzir os impactos ambientais e aprimorar as condições de trabalho.

Também recentemente, o Grupo Volvo apresentou um caminhão autônomo que trabalha na mineradora sueca Boliden, especializada na extração de minérios como zinco, bronze, alumínio e ouro.

O veículo, um FMX, roda por si só, transportando cargas de 25 toneladas dentro da mina de Kristineberg, no Norte da Suécia. Foi o primeiro caminhão autônomo do mundo a ser testado em uma operação subterrânea, a 1,3 mil metros abaixo do nível do solo. O veículo faz parte de um projeto para o desenvolvimento de tecnologias com o objetivo de melhorar o transporte e a segurança em minas.

 

Pioneirismo

“A Volvo está introduzindo gradualmente aplicações autônomas no transporte comercial”, diz Lirmann. A empresa é uma das pioneiras nesse segmento. Em 2013 a Volvo também havia demonstrado a eficiência do sistema Platooning, o comboio de veículos conectados eletronicamente entre si. Os caminhões se deslocam próximos um atrás do outro, diminuindo o gasto de combustível e reduzindo o arrasto, que corresponde a até 25% do consumo total. Usando tecnologia sem fio através da comunicação, os veículos automaticamente copiam a velocidade e as frenagens do líder do comboio.

 

Máquinas inteligentes

No ano passado, a Volvo Construction Equipment apresentou seus protótipos de carregadeiras autônomas e de caminhão articulado: uma carregadeira de rodas L120 e um caminhão articulado A25F, e ainda uma carregadeira de carga autônoma. O objetivo é aumentar a segurança em ambientes de trabalho perigosos e eliminar a possibilidade de acidentes causados ​​por erro humano.

A Volvo CE desenvolveu um projeto de canteiro elétrico de obras, com o objetivo de transformar o setor de pedreira e agregados, reduzindo as emissões de carbono em até 95%. A meta é também diminuir o Custo Total de Propriedade (CTP, o custo ao longo da vida do equipamento) da máquina em até 25%. Um dos elementos-chave é a carregadeira de carga HX1 autônoma, com bateria elétrica.

Mais informações

Milena Miziara - Grupo Volvo América Latina,
Assessoria de Imprensa - Comunicação Corporativa,
Tel.: +55 41 3317- 4255 - E-Mail: milena.miziara@volvo.com