Volvo Penta, IPS, Motores

Volvo Penta mantém liderança no segmento de lazer e expande operação em motores industriai

14/02/2017

Gabriel Barsalini

Vice-presidente da Volvo Penta South America

A Volvo Penta manteve em 2016 a liderança brasileira no segmento de motores náuticos de lazer. A empresa também aumentou sua participação de mercado na área de lazer a diesel e manteve o market share em motores industriais, voltados principalmente para a geração de energia.

“Foi um ano desafiador e de economia restritiva, mas com vários negócios. E ainda conseguimos expandir um pouco mais nossa operação fora do Brasil”, afirma Gabriel Barsalini, presidente da Volvo Penta South America. Em 2016, a Volvo Penta iniciou as atividades de seu novo distribuidor no Equador e espera para este ano alcançar mais dois novos mercados latino-americanos – a Bolívia e o Paraguai, países com grande potencial para motores industriais e náuticos. “Estamos aos poucos aumentando nossa malha de distribuição no continente”, diz o presidente.

No Brasil, ainda o principal e maior mercado da marca na América do Sul, a Volvo Penta manteve a vantagem que tem atualmente no segmento náutico de lazer, com destaque para o excelente desempenho na área de motores de lazer a diesel, principalmente para embarcações acima de 40 pés, equipadas com a consagrada tecnologia IPS (Inboard Performance System), o revolucionário sistema de propulsão da Volvo Penta. No ano passado, a empresa lançou o D8, motor a diesel voltado para o segmento de lazer, preenchendo uma lacuna em sua oferta e atendendo uma área que necessitava de um produto deste porte.

 

Motores industriais

A empresa vem investindo fortemente para aumentar sua participação na área de motores industriais, voltados para geração de energia em instalações comerciais e industriais, no agronegócio, na construção e na mineração. Somente no Brasil este segmento consome anualmente cerca de 17 mil unidades.

Para aumentar sua competitividade e expandir essa operação, a Volvo Penta nacionalizou recentemente o motor D13, de 13 litros. Fabricado em Curitiba, sede latino-americana do Grupo Volvo, o D13 brasileiro é um crescente sucesso e já representa 80% das vendas dos motores da marca deste porte no País.

A empresa também comercializa no Brasil e na região hispânica outros modelos de motores para propulsão náutica a gasolina, de 200hp a 430hp e o motor diesel de 13 litros que pode chegar a 480hp com IPS quadruplo. No segmento industrial GE, a Volvo Penta oferece propulsores de 5 a 16 litros (D5 e D16), de 97kVA a 757kVA, e para o industrial VE, comercializa motores com potências de 143hp a 768hp.

 

Lançamentos

Este ano a previsão é lançar novos produtos, como o motor D16, de 800kva, destinado também para grupos geradores de energia, que será apresentado na prestigiosa feira Middle East Electricity (MEE), realizada em Dubai. A Volvo Penta também está explorando novos mercados, como o segmento de extração de areia, ligado ao setor de construção.

“O salto no segmento industrial nos últimos dois anos foi grande”, diz Barsalini. Em 2013, quase a totalidade (95%) das vendas da Volvo Penta estavam direcionadas para motores náuticos de lazer e de trabalho. Atualmente, 40% dos motores da marca comercializados no continente são atividades industriais.

Além da estratégia de fortalecer sua atuação na América Latina, a divisão de motores marítimos e industriais da Volvo vem reforçando a distribuição de seus produtos dentro do Brasil. Recentemente, a Volvo Penta fortaleceu sua operação no Norte do país, onde seus motores vêm sendo cada vez mais procurados no setor fluvial, feito por barcaças e muito importante naquela região para o transporte de grãos e de cargas em geral. Outra importante ação da empresa foi a reestruturação de sua rede de distribuidores. “Estamos crescendo em quantidade e em qualidade”, conclui Barsalini.

Mais informações

Milena Miziara - Grupo Volvo América Latina,
Assessoria de Imprensa - Comunicação Corporativa,
Tel.: +55 41 3317- 4255 - E-Mail: milena.miziara@volvo.com